Acesse o site de negocios da RPM CONSULTORIA

 

Viagem para Espanha - França

Espanha tem uma população de mais de 40 milhões de habitantes. A maior parte dos espanhóis são pessoas educadas, seguidores da Religião Católica na grande maioria, têm nos valores familiares o tripé de apoio como base muito importante.

Geograficamente, é um país muito variado. Tanto possui grandes extensões de praia ao longo de toda a costa, como tem enormes montanhas cobertas de neve, nas regiões interiores. Na maior parte de Espanha, há sol durante todo o ano, com uma temperatura média anual em torno dos 20 graus Celsius. Os espanhóis têm um estilo de vida muito mais relaxado que qualquer outro país da Europa. Por exemplo, a maioria dos negócios fecha entre as 13h00m e as 17h00m para ser feita a sesta. Esta grande pausa durante o dia permite que as famílias se reúnam para almoçar, permitindo, assim que os seus membros passem mais tempo juntos.

Uma das características dos espanhóis é que são muito tradicionalistas. Os costumes de há muitos anos como o flamenco e as touradas são, ainda hoje, extremamente relevantes. Há praças de touros na maior parte das principais cidades e o flamenco está permanentemente presente em bares, tablados ou teatros. Os métodos tradicionais de elaboração de vinho mantêm os costumes antigos, continuando a ser respeitados atualmente. Para criar a maioria da grande variedade de comidas que é possível encontrar nos
restaurantes, são usadas as receitas espanholas tradicionais.

Os espanhóis adoram, celebram e gozam a vida e aproveitam todas as oportunidades para o fazer. Em Espanha, vai encontrar uma agenda cheia de grandes festas durante todo o ano. As gentes das pequenas povoações e das cidades vestem-se com os seus trajes tradicionais e celebram as festas até ao princípio da madrugada. Todo isto acompanhado com uma grande variedade de comidas, vinhos, sangria e cerveja.

Há alguns séculos, a Espanha era um grande império. Tinha numerosas colônias em todo o mundo e o castelhano ainda é falado nas nações independentes que existem naqueles territórios. Foi considerado um país subdesenvolvido até meados do século XVIII, mas posteriormente teve um rápido desenvolvimento econômico. Atualmente, a Espanha é uma nação próspera com uma economia bem desenvolvida, baseada no turismo e na indústria. Em 1986, entrou na União Européia.

Antigamente, a Espanha era um local para onde os idosos de outros países vinham gozar as suas reformas nas regiões com sol. Atualmente, os jovens que fogem da vida moderna e estressada das grandes capitais mudam-se para aqui para viver uma vida mais tranqüila. O estilo de vida espanhol tem muito mais para oferecer. Gente simpática, um clima excelente, paisagens espetaculares e um estilo de vida muito relaxado.

 Madrid - Aeroporto de Barajas

Espanha - Madrid terra das Paellas e das Touradas

Dia 10 de abril 2.012, chegamos em Madrid.  Dia 11 e 12 permanecemos em Madrid, conhecendo a cidade. Dia 13 às 11,30 horas embarcamos via IBÉRIA para PALMA DE MALLORCA, permanecendo por lá até dia 16 Terça-Feira, quando retornamos a Madrid, às  21,00 horas  População: 3,23 milhões de habitantes (2007) Museu do Prado, Museu Rainha Sofia,  Museu da América, Teatro Real, Teatro Monumental, Palacio de los Deportes, Plaza Mayor,  Plaza de Cólon, Paseo de la Castellana,  Gran Via,  Las Ventas,  Puerta de Alcalá.

 

PAELLA  com arroz negro.

Mercado de São Miguel, no centro de Madri, tudo muito bonito, porém com preços proibitivos. Imagina 1 kilo de Manga, E$5,00. 

Nesta cena fiz questão de ajudar, os espanhóis são todo cheios de sí, alguns um tanto arrogantes, então tive a oportunidade de dar um trocado para ajudar um espanhol em dificuldades. A verdade é que ele me chamou de Papai, papai, me ajuda !!! não sabia que tinha filhos por aqui pela Espanha  !!!

 

Una obra de Miró

Igreja de São Jerônimo

Estádio Santiago Bernabéu do Real Madri, time do Kaka e do mascarado do Cristiano Ronaldo. Um tour no estádio eles cobram E$19,00, melhor visitar pela Internet www.realmadri.com/tour  . 

 

Madri. 12.04.2013

Estádio Santiago Bernabéu do Real Madri. 

A lojinha do Real Madri, é quase um Shoping. 

Madri. 12.04.2013

Madri. 12.04.2013

Madri. 12.04.2013

São 20,05 horas e ainda é dia claro por aqui.

São 21,00 horas, o sol ainda resiste no horizonte de Madri. 12.04.2013

 

Plaza de Toros uma obra colossal com capacidade para 25 mil pessoas, toda erigida em tijolos maciços. Aliás, eu nunca vi um povo pra gostar tanto de tijolos maciços, muitas obras não são de tijolos maciços, mas eles revestem fazendo parecer.

Plaza de Toros, a farra do Boi legalizada, e cara !  E$ 40,00 de média pra ver uma tourada.  E$ 10,00 eles cobram pra gente visitar a Arena, com um guia contando as histórias.

Bibliote Nacional, uma obra muito linda, super bem conservada e com um acervo de livros espetacular.

Madri. 12.04.2013

O Contraste da Madrid histórica para a Madrid Moderna. 12.04.2013

Madri. 12.04.2013

A Estação de Atocha, donde saem trens e Auto Bus para toda a Espanha, um complexo maravilhoso. Madri. 12.04.2013

Espetacular obra toda em tijolos a vista. Madri. 12.04.2013

 Estação de Atocha, donde saem trens e Auto Bus para toda a Espanha, um complexo maravilhoso. Madri. 12.04.2013

Madri. 12.04.2013

 Estação de Atocha, internamente é muito linda. Madri. 12.04.2013

Estação de Atocha, internamente é muito linda. Madri. 12.04.2013

 

O Jardim Botânico de Madrid, um parque com 80 mil m2, tem uma variedade de plantas e árvores do mundo todo, mais de 70 mil espécies. Madri. 12.04.2013

 

 

Ilha de Mallorca

População: 800 Mil habitantes.  Ilha Balear, com área 3.640,16 km²,  densidade populacional de 215 hab/km² , 5,4 vezes maior que Florianópolis. Itajaí tem 213 Km2 e uma densidade de 634 habitantes por m2, Florianópolis tem 675 Km2 e 627 habitantes por m2.

Palma de Mallorca - Ilhas Baleares

Palma de Mallorca : População: 415.000 habitantes, é um município da Espanha na província e comunidade autônoma das Ilhas Baleares, de área 213 km²,  densidade populacional de 1.756,26 hab/km² (Itajaí tem 213 Km2 e uma densidade de 634 habitantes por m2). Palma conta com um aeroporto civil e militar situado a 8 km a este do centro: o Aeroporto Internacional de Palma de Mallorca. Pontos de interesse: Catedral de Palma de Maiorca . Palma de Mallorca é a capital da ilha de Mallorca e é um destino ideal para férias de verão. Palma de Mallorca é a referência principal a nível cultural e econômico da ilha de Mallorca, atraindo milhares de turistas todos os anos. Foi fundada pelo cônsul romano Quintus Cecílio Metelo em 123 AC. Desde então, tem sido objeto de disputas entre as nações e foram construindo muitos monumentos que permanecem no presente e se transformou na cidade que encontramos hoje em dia. Embora nos últimos tempos foi modernizada, Palma manteve o charme e o sabor da sua própria cultura e tradição, para perceber isto só tens de andar pela cidade velha. A centro histórico estende-se desde a Catedral, através de várias ruas da parte antiga, rodeada por casas e edifícios. A melhor maneira de ver a cidade velha é a pé, podes percorrê-la num só dia, apreciar as pequenas praças que ornamentam o lugar, parques, bares onde podes saborear algumas tapas e bebidas durante todo o dia. Algumas das principais atrações turísticas de Palma de Mallorca incluem a Almudaina, também conhecida como Palácio Real, o Castelo de Bellver e a catedral espetacular "La Seu", com as linhas góticas mais finas do mundo. Os museus de arte não passam despercebidos, como o Museu de Arte Contemporânea Es Baluard, ou do famoso artista Joan Miró, chamado Fundação Pilar Joan Miró. Esta cidade brilhante e moderna também tem todos os tipos de entretenimento e opções de lazer, como cinemas, casino, teatro, ópera, concertos, existe sempre algo para todos os gostos. Também encontramos muitos bares e restaurantes excelentes de todos o tipo de refeições e ambientes, dispersos pela cidade e ao longo da baía, com destaque para comida alemã, tendo em vista, Mallorca ser uma das maiores colônia de alemães fora da Alemanha, segundo as palavras de um morador nativo. É muito fácil chegar aqui a partir de qualquer lugar da Europa, centenas de pessoas chegam diariamente de todo o continente e do mundo. Vale a pena vir a Mallorca e apreciar as praias, o sol e as longas noites de verão. Passar as férias por aqui é tudo de bom, nesses 3 dias que ficamos serão inesquecíveis pelas novas experiências e memórias que permanecerão para sempre.

Ilha de Mallorca, 15.04.2013

O azul calcinha foi amor a primeira vista. Ilha de Mallorca, 15.04.2013

Dona Eliana não quer devolver mais. Ilha de Mallorca, 15.04.2013

 

O Hotel Palma Playa Cactus, tem a nossa recomendação, muito bom em tudo, atendimento nota 10 , parabéns a toda equipe do hotel e o nosso caloroso abraço a todos.
Ilha de Mallorca, 15.04.2013

 

Praia de Palma uma das mais badaladas da Ilha de Mallorca, 15.04.2013.

Praia de Palma uma das mais badaladas da Ilha de Mallorca, 15.04.2013.

Catedral de Palmade Mallorca, uma das obras mais emblemáticas da cidade, chama atenção pelo tamanho e a vista que da a cidade. Patrono São Sebastião. 15.04.2013.

O Mega Park, uma casa de Shows na avenida da Praia de Palma, uma das mais badaladas da Ilha de Mallorca, 15.04.2013.

O Mega Park, as garotas dançando em cima das mesas dão Shows para o público, na grande maioria alemães, 15.04.2013.

No Mega Park o público também da os seus Shows em cima das mesas, uma casa bem descontraída, deve ter uns 4 mil m2, 15.04.2013.

Tudo de faz pra ganhar algum dinheiro na noite Mollorquina, 15.04.2013.

 

Sul da França - Santuário de Lourdes

 

 Na França - 22.04.2013.  Nossa recomendação para quem for visitar o Santuário de Lourdes, hospedar-se no Hotel Maison Ladagnous. http://www.maisonladagnous.fr   Contatos fale com a Sra. Danielle San Vincente . danielle@maisonladagnous.fr

 

 

 

 15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

 15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

 15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

15.04.2013.

 

 15.04.2013.

 

 

 

Roteiro da viagem. Perto de 6 mil Km.

Espanha  : População: 46 milhões de habitantes (2011)  Com uma área de 504 030 km², a Espanha é, depois da França, o segundo maior país da Europa Ocidental e da União Européia.
 

 

 

117 Km - Talavera de la Reina 14.abr (117)  : população de 90.000 habitantes

77 Km  -   Talayuela 14.abr (194) : província de Cáceres, comunidade autônoma da Estremadura, de área 229 km². 10 MIL habitantes.

72 Km  -  Plasencia 14.abr (266)  : província de Cáceres, comunidade autônoma da Estremadura, com 218 km² de área. 41.002 habitantes.

56 Km -   Bejar 14.abr (322) : município da Província de Salamanca, na Comunidade Autónoma de Castela e Leão. Dista cerca de 72 km de Salamanca, a capital da província. Em 2003 tinha uma população de 15.228 habitantes.

75 Km -  Salamanca 14.abr (397) : município da província homônima, na comunidade autónoma de Castela e Leão. Possui área de 38,6 km² e população de 160.415 habitantes. Sua densidade populacional é de 4. 121,66 hab/km². é uma das cidades espanholas mais ricas em monumentos da Idade Média, do Renascimento e das épocas clássica e barroca. Destacam-se as catedrais velha e nova, o Palácio da Salina, o Palácio de Anaya, o Palácio de Monterrey, a Casa das Conchas, o Convento das Senhoras (Convento de las Dueñas) e a Torre do Cravo (Torre del Clavero). O Museu Diocesano, o Museu Catedralício, o Museu Universitário e o Museu das Senhoras são outras referências culturais da cidade. A atual vida cotidiana de Salamanca centra-se na Praça Maior (Plaza Mayor). Essa praça, edificada entre 1729 e 1755, é o centro e o principal símbolo da cidade. As principais indústrias da cidade são os curtumes, a cerveja e a moagem de cereais. O turismo também é uma actividade económica importante. Salamanca foi escolhida para Capital Europeia da Cultura em 2002, sendo o seu centro histórico Património da Humanidade desde 1988.

 

65 Km – 15.abr (65)  Zamora : População: 193.383 (2011)

67 Km – Benavente (132) : município da Espanha na província de Zamora, comunidade autónoma de Castela e Leão, de área 45 km² com população de 18.744 habitantes e densidade populacional de 416,53 hab./km²

73 Km - 15.abr Leon (205) : população de 136.985 habitantes. é famosa por sua catedral gótica, e por diversos outros monumentos e edifícios, como a Basílica de Santo Isidoro, onde está o Panteão Real, o mausoléu ricamente decorado no qual foi enterrada a família real do reino medieval de Leão (León), e que também possui uma das melhores coleções do mundo de pinturas românicas; a Casa de Botines, uma das primeiras obras do arquiteto catalão Antoni Gaudí, ocupada atualmente por um banco; o Mosteiro de São Marcos, originalmente a sede da Ordem Militar de Santiago, construída no século XVI; ou o novo MUSAC, Museu de Arte Contemporânea de Castela e Leão. Conhecida por suas fiestas, como as realizadas durante a Páscoa, as procissões realizadas em León foram declaradas de Interesse Internacional, e, nestas datas, visitantes de diversas partes do mundo visitam a cidade e participam de suas tradições.

123 Km - 15.abr Oviedo (328)  = População: 224.005 (2009) PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS : Catedral de San Salvador, Fontán (edificações em forma de praça), Casa del Deán Payarinos, Antiga Prisão Provincial, Palácio de Congressos Princesa Letizia, Museu Arqueológico das Astúrias, Museu de Belas Artes das Astúrias, Museu da Igreja, Teatro Campoamor, Campo de São Francisco (parque), Parque de Inverno, Parque de São Pedro dos Arcos, Capela de São Miguel de Lillo, Palácio de Santa Maria del Naranco, La Foncalada (fonte do século IX)
Astúrias 15.abr = População: 1,08 milhão (2010)  Principado de Astúrias, Capital Oviedo PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS : Igreja de Santa Maria del Naranco (em Oviedo), Catedral de São Salvador (em Oviedo), Museu de Belas Artes de Astúrias, Torre del Valledor (em Allande), Conjunto Histórico e Artístico de Avilés, Palácio de Balsera ( em Avilés), Casa de Cernuda (em Cabrales), Conjunto histórico e artístico do bairro velho de Gijón, Palácio de Villanueva (em Llanera), Conjunto Histórico de Olloniego (em Oviedo). 

30 Km – 15.abr Gijón (358)  : População: 277.554. é um município da província e principado das Astúrias, na Espanha. área de 181 57 quilômetros quadrados. (densidade: 1 529,4 hab./km²). Gijón tem 26 freguesias e um dos principais portos marítimos da Espanha. É a cidade mais povoada das Astúrias, com cerca de 25,44 por cento da população do principado.

 

29 Km – 16.abr. Villaviciosa (29): município da Espanha na província e comunidade autónoma das Astúrias, de área 276,35 km² com população de 14.166 habitantes e densidade populacional de 51,26 hab/km²

63 Km – 16.abr Llanes (92) : município da Espanha na província e comunidade autónoma das Astúrias, de área 263,29 km² com população de 12.982 habitantes e densidade populacional de 49,31 hab/km²
27 Km -
16.abr Santander (119) : município da
Espanha na província e comunidade autónoma da Cantábria, de área 35 km² com população de 181,802 habitantes (2007) e densidade populacional de 5270,98 hab/km².
68 Km - 16.abr Castro (187) :  
Castro-Urdiales é um município da
Espanha na província e comunidade autónoma da Cantábria, de área 96,7 km² com população de 29660 habitantes (2007) e densidade populacional de 262,22 hab/km².
36 Km - 16.abr Bilbao (223) :  População: 354.860. PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS : Museu Guggenheim de Bilbao,  Museu de Belas Artes, Museu Arqueológico, Etnográfico e Histórico, Museu Marítimo Ria de Bilbao, Catedral de Santiago de Bilbao, Igreja de San Anton, Teatro Arriaga, Palácio Chávarri, Palácio Euskalduna, Casa Consistorial .

156 Km - 17.abr Pamplona (156) : em 2012 tinha 197 604 habitantes. A área metropolitana ocupa 439,86 km² e em 2010 tinha 345 074 habitantes (densidade: 784,51 hab./km²). capital da província e Comunidade Foral (autónoma) de Navarra. norte da Península Ibérica, a algumas dezenas de quilómetros da fronteira com França e é atravessada pelo rios Arga (afluente do Ebro), Elorz (afluente do Arga) e Sadar (afluente do Elorz). O património histórico e monumental e as diversas festividades que decorrem ao longo do ano contribuem para que a cidade atraia muitos turistas espanhóis e estrangeiros. O evento mais concorrido, de fama mundial, são os Sanfermines, que se realizam todos os anos entre 6 e 14 de julho. O ponto alto das festas, durante as quais as ruas da zona histórica permanecem inundados de locais e forasteiros, são os encierros (largadas de touros) e as touradas.. Entre os monumentos mais representativos de Pamplona encontram-se a catedral, a Igreja de São Saturnino (o padroeiro da cidade), popularmente conhecida como Igreja de San Cernin (em francês), a Igreja de São Nicolau, a cidadela e a Câmara de Comptos de Navarra. Todos estes monumentos estão classificados como "Bens de Interesse Cultural. Além de capital e centro administrativo, a cidade é o centro financeiro, comercial e industrial de Navarra. As indústrias mais importantes de Pamplona são a automobilística (só a fábrica de automóveis da Volkswagen instalada na periferia emprega diretamente cerca de 5 000 trabalhadores), a metalurgia, materiais de construção, papel e artes gráficas e transformação de carne.A cidade tem duas universidades: a Universidade Pública de Navarra (UPNA), estatal, e a Universidade de Navarra, privada. A primeira foi fundada em 1987; a segunda foi fundada em 1952 e é gerida pela Opus Dei. Além disso, funciona na cidade uma delegação da Universidade Nacional de Educação à Distância (UNED). No que toca a instalações de saúde, a cidade dispõe de dois hospitais públicos o Hospital de Navarra e o Hospital Virgem do Caminho, e de vários centros outras unidades públicas e privadas, entre as quais se destaca a Clínica Universidade de Navarra, o hospital universitário da Opus Dei, uma unidade de renome internacional.  GASTRONOMIA : O aspeto mais conhecido da gastronomia pamplonesa são os pintxos (petiscos), que pela sua variedade e qualidade são muitas vezes pequenas maravilhas gastronómicas. Apesar de serem consumidos e promovidos ao longo de todo o ano, há um concurso anual consolidado durante o qual os bares e restaurantes se esmeram para deliciar ainda mais os seus clientes. O concurso decorre durante uma semana no final de março ou início de abril e tem vindo a ser alargado a outras cidades navarras. Nele participam inúmeros estabelecimentos, que são avaliados, sendo premiados os melhores, tendo em conta critérios como cor, sabor, criatividade e textura. A parte mais antiga, nomeadamente as proximidades da Praça do Castelo, é a que tem a maior concentração de estabelecimentos especializados em pintxos. Nos restaurantes é possível degustar a gastronomia típica da região, sendo comum os menus muito variados. Alguns dos ingredientes próprios da gastronomia navarra são, por exemplo, as alcachofras, as favas, a borragem, os espargos, os pimentos del del piquillo e feijão, principalmente vermelho e pochas (uma variante branca consumida fresca antes de amadurecer totalmente). A variedade e abundância de cogumelos na região é usada na culinária de várias formas, consumindo-se quer sozinhos quer como acompanhamento de guisados. Nas carnes têm destaque as costeletas de buey (touro castrado) e de vitela, o cordeiro en chilindrón (em basco: arkumea txilindron, um estufado com tomate e verduras), o gorrín (leitão) assado e o zikiro jate (cabrito castrado assado com lenha de faia). A caça também é muito apreciada, se bem que os pratos sejam muito sazonais. Entre a caça mais grossa, destacam-se os pratos de javali, gamo, corça e veado, mas há também inúmeros pratos com animais de caça menores. Quanto a peixe, destaca-se o salmão do Bidasoa, as trutas à navarra, as enguias com pochas, entre muitas outras variedades comuns de peixe. As sobremesas, doces e pastelaria navarras são muito variadas. Destacam-se as confecionadas à base de lacticínios, nomeadamente queijo e coalhada. A região é pródiga em variedades de queijo, especialmente de ovelha, estando duas delas classificadas como "Denominação de Origem Controlada": o Idiazabal e o §Roncal.

83 Km - 17.abr Ayuntamento de S. Sebastian  (239) : San Sebastián (em basco Donostia, em castelhano San Sebastián) é uma cidade localizada no País Basco espanhol, capital da província de Guipúscoa. Rodeada pela Baía da Concha, junto ao mar da Biscaia, a cidade tem cerca de 183 000 habitantes, enquanto sua periferia possui aproximadamente 400 mil residentes. El Ayuntamiento de San Sebastián es la institución que Gobierna la ciudad de San Sebastián (España). Sus dependencias están situadas en el antiguo Casino de la ciudad, junto a la bahía de La Concha. Na zona mais antiga de San Sebastián conhecer e passear pelas suas ruas estreitas, ir parando pelos bares que interessavam e fazer uma corrida ao melhor "pintxo". O primeiro foi esta Bodega Donostiarra, fica na esquina da Calle Fermín Calbetón. Como é normal neste tipo de bares, na "barra" (o balcão) estão expostos os pinchos e tapas que podemos comer, só temos que escolher e muitas vezes a escolha é dificil. Neste caso havia alguma variedade mas talvez porque viémos cedo ainda não havia abundância. Começámos a ficar um pouco desapontados com o atendimento quando pedimos uns "pintxos" para provar.  A verdade é que não eram extraordinários, pedimos algo simples é um facto mas se o básico não está bem que diremos do resto. Mais tarde descobrimos que realmente tínhamos como bar recomendado um que se chamava Bodega Donostiarra mas que fica fora do bairro antigo e cujo website é este: http://www.bodegadonostiarra.com/bodega-donostiarra/  .Não é um mau sitio para parar, beber uma cerveja e comer um pincho mas não é dos melhores de San Sebastián.

 53 Km - 18.abr BIARRITZ (53) – França - (em basco Miarritze) é uma comuna francesa da região administrativa da Aquitânia, no departamento dos Pirenéus Atlânticos. Estende-se por uma área de 11,66 km², com 28.742 habitantes, segundo o recenseamento de 1999, com uma densidade 2.465 hab/km². É uma das principais cidades do País Basco francês. Biarritz está localizada no sudoeste da França, perto da fronteira com a Espanha e ao longo da Costa Basca. O cabo Saint-Martin marca o limite entre a costa areiosa do norte, que começa na ponta extrema da Gironda e termina no Anglet, e a costa do sul, recortada pelas falésias do País Basco. Biarritz foi construída no topo de uma cadeia de colinas ao longo da costa. A cidade é cercada por diferentes praias de areia fina, como a praia grande, a costa Basca ou o porto dos pescadores. Clima : Devido a sua composição de falésias frente ao mar, Biarritz é aberta aos ventos marinhos. Os invernos são leves e o calor no verão é suportável. Os ventos sofrem uma tripla influência: do oceano Atlântico, dos Pirenéus e das brisas locais. Os ventos marinhos são dominantes, e trazem umidade e frescor no verão, assim como suavizam o inverno. Por isso, a cidade é submetida a temperaturas acima do resto da França nos períodos mais frios do ano. Na média, a temperatura invernal fica em torno de 8 graus celsius. No verão, a média é de 20 graus celsius. História : Balneário famoso desde o século XIX, Biarritz era uma cidade de pescadores pequenas, quando o poeta Victor Hugo descobriu seus encantos en 1843. A cidade foi constituída originalmente por dois centro de população: o primeiro no bairro da igreja de Saint-Martin, e o outro no porto dos pescadores. O emblema da cidade é identificado por uma grande barca, que até hoje é o símbolo da cidade. O lema da cidade remete a sua geografia e seu clima, sendo ele " J'ai pour moi les vents, les astres et la mer." ("Tenho para mim os ventos, os astros e o mar). Economia : As atividades locais de Biarritz são direcionadas para as seguintes áreas: turismo, esporte (golfe, surfe e rugby), indústria marítima

07 Km - 18.abr BAYONE (60) – França - Baiona (em francês: Bayonne; em basco: Baiona e em espanhol: Bayona) é uma cidade e uma comuna francesa no Sul de França, perto da fronteira com Espanha na confluência dos rios Nive e Adour, no departamento dos Pirenéus Atlânticos, contando com uma população de cerca de 42 mil habitantes. Está integrada à região histórica do País Basco francês, chamado Iparralde. Forma juntamente com Anglet (Angelu) e Biarritz (Miarritze) a maior aglomeração urbana de Iparralde.

192 Km – 18.abr  BORDEAUX (252) - França  - (em francês Bordeaux; em occitano Bordèu) é a capital e a maior cidade do departamento da Gironda, no sudoeste de França. É um porto na margem sul do rio Garona. Tem cerca de 236 mil habitantes (cidade) e 1105000 (área metropolitana). Designou-se Burdigala na antiguidade. A comuna de Bordéus tem cerca de 235900 habitantes (2008), enquanto que a área metropolitana de Bordeaux-Arcachon-Libourne conta com cerca de 1105257 residentes (2008). É atravessada pelo rio Garonne. Os habitantes de Bordéus designam-se em português Bordaleses (em francês Bordelais). A cidade é famosa em todo o mundo pelas vinhas, sobretudo desde o século XVIII, que lhe proporcionaram uma verdadeira idade de ouro. Capital da antiga Guyenne (aproximadamente a Aquitaine actual), Bordéus faz parte da Gasconha e é situada na fronteira das chamadas Landes de Gascogne. Foi classificada em 2007 como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO que reconheceu o excepcional conjunto urbano que representa. Desde a libertação da cidade na Segunda Guerra Mundial, a cidade cresceu e é hoje uma sede de uma das maiores áreas metropolitanas europeias do litoral, sendo um destino turístico muito apreciado. Bordéus está situada perto da costa Atlântica, no sudoeste de França. Em linha reta dista 500 km de Paris, 172 km de Pau, 220 km de Toulouse, 170 km de Biarritz e 200 km de San Sebastian. É atravessada pelo rio Garona. Tem um porto acessível a grandes navios, embora presentemente a maior parte fique pela foz. Em Bordéus fica a última ponte sobre o Garona, a ponte de Aquitânia. Para oeste o rio alarga-se no estuário do Garona e só se pode atravessar de ferry. A aglomeração urbana tem crescido a um ritmo rápido, o que se reflete numa forte expansão especialmente para oeste. Esta expansão está relacionada com o facto de os edifícios em Bordéus poucas vezes terem mais de dois ou três pisos, mesmo perto do centro da cidade. Há 30000 a 20000 anos, a zona de Bordéus era habitada por Neandertais, cujos restos foram encontrados na gruta Pair-non-Pair, perto de Bourg-sur-Gironde, a norte da cidade. Bordéus foi fundada no século III a.C. com o nome de Burdigala devido aos Bituriges Vivisques, uma tribo gala da região de Bourges. O primeiro povoado era situado na foz do rio Devèze, afluente do rio Garona. Etimologicamente Burdigala pode ser um nome aquitano: Burdi significava ferro e gala (ver: galena) o qual se traduz por «fundição», portanto poderia significar fundição de ferro, designando deste modo o lugar onde se forjavam as armas e objetos da vida quotidiana. O nome evoluiu para Bordigala, Bordèu em gasconhês e Bordeaux em francês. Em português evoluiu para Bordéus.

215 Km - 19.abr MONTAUBAN (215) – Fr  - Montauban (em occitano Montalban) é uma comuna francesa e capital do departamento de Tarn-et-Garonne, na região Midi-Pyrénées. Seus 55 927 habitantes são chamados de Montalbanais. A população da área urbana de Montauban ultrapassa os 80 000 habitantes (estimação de 2008). A cidade é conhecida por ter sido o berço de um dos maiores pintores do século XIX, Jean-Auguste-Dominique Ingres (a cidade é apelidada "la Cité d'Ingres"), e por seu clube de rugby, o US Montauban.

54 KM - 19.abr TOULOUSE (269) – França  - (em occitano e em português Tolosa) é a capital e a maior cidade do departamento da Alta Garona e da Região da Médios Pirenéus e a quarta maior cidade da França. Situa-se no sul do país, nas margens do rio Garona. A região urbana de Toulouse tem cerca de 1 120 000 habitantes. Faz parte da França desde 1271. O nome desta cidade deu origem aos nomes das localidades de Tolosa, em Portugal e Tolosa, na Espanha. Ela é chamada a cidade rosa em razão da cor do principal material de construção tradicional local. Locais de interesse : Capitole de Toulouse, Bazacle, Hôtel d'Assézat, Museu dos Agostinhos , Basílica Saint-Sernin de Toulouse , Catedral de Toulouse

78 Km - 20.abr CASTRES (78) – França - (em Occitano Castras) é uma Comuna francesa, capital do Departamento de Tarn, na região do Meio-dia-Pireneus. É especialmente conhecida por: ser a terra natal do político socialista Jean Jaurès , abrigar um Museu com obras do pintor espanhol, Goya . Geografia: Castres está situada às proximidades dos Montes de Sidobre e da Montanha Negra, a uma altura de 172 m, a 42 quilômetros a sudeste de Albi, a 15 quilômetros de Mazamet e a 77 km à leste de Toulouse. É cruzada, de norte a sul, pelo rio Agout, afluente do Tarn.

174 Km - 20.abr MONTEPELLIER (252) – França - é uma cidade francesa com mais de mil anos de história e com uma arquitetura que mescla o antigo e o moderno. É a capital do departamento Hérault e da região francesa do Languedoc-Roussillon. O nome Montpellier provém de mont pelé, o monte pelado, em função de sua escassa vegetação. A sua população, estimada em 1999, era de 229.055 habitantes, ascendendo a 459.916 ao se incluir toda a região metropolitana que lhe circunda. Montpellier é famosa pela Universidade de Montpellier. A cidade também abriga um campus da École nationale de l'aviation civile.

105 Km - 20.abr NARBONE PLAGE (357) - França - Période estivale: 30. 000, A l'année: 1 200 hab. (2006).

78 Km - 20.abr PERPIGNAN (78)– França – Perpinhã ou Perpinhão (em francês Perpignan e em catalão Perpinyà) é uma cidade e comuna da França. Está localizada no departamento dos Pirineus Orientais, sendo a capital de departamento mais meridional da França continental. Nos últimos anos a cidade tem-se promovido com o slogan Perpignan la Catalane (em francês) / Perpinyà la Catalana (em catalão). Em 2008 foi distinguida como Capital da Cultura Catalã. A 11 de Junho de 2010 as autoridades camarárias aprovam, por unanimidade, a Carta Municipal para a língua catalã, estabelecendo este idioma co-oficial com o francês.

196 Km – Dia 20 – 21 – 22 – 23 - 24.abr Barcelona (274) até Valência 351 Km : População:  1.621.537 . PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS - Museu Nacional de Arte da Catalunha, La Rambla (rua turística), Grande Teatro do Liceu, Monumento a Colón, Palácio da Música Catalã, Parque Güell, Catedral de Barcelona (estilo gótico), Templo Expiatório da Sagrada Família, Casa Milà, Museu Picasso, Estadi Olímpic Lluís Companys, Torre de Collserola

102 Km de Barcelona para o interior, não vale a pena -  Cervera : um pouco fora de Barcelona, não é litoral. ?  Município da Espanha na província de Lérida, comunidade autónoma da Catalunha, com população de 9.305 habitantes (2006) e densidade populacional de 154,78 hab/km².
100 km - 24.abr Tarragona (100)  é uma cidade de Espanha pertencente à comunidade autonómica da Catalunha. Situa-se a cerca de 100 km a sudoeste de Barcelona, e é capital da província com o mesmo nome. É banhada pelo Mar Mediterrâneo. Tem grande tradição histórica cultural, é destino de muitos turistas, tanto por suas praias como por seu patrimônio histórico e artístico. O conjunto arqueológico que formou as ruínas romanas de Tarraco foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e, 2000. Dentre os pontos turísticos de maior destaque estão: Casco Antigo: Na parte alta da cidade, coincide com o antigo fórum provincial romano. Está rodeado pela muralha da Antiga Roma cuja longitude até o século III a.C. era de uns 4 km. Entretanto, na atualidade somente se conserva ao redor de 1 km e uma porta original. O Casco Antigo, conhecido popularmente como "Parte Alta", é hoje em dia uma das zonas mais visitadas tanto pelos turistas. O anfiteatro: Do século I, em seu interior conserva também restos de uma basílica visigoda e uma igreja romana. O mercado central: Edifício modernista do ano de 1915, desenhado pelo arquiteto Josep Maria Jujol i de Barberà. O Balcão do Mediterrâneo: Mirador situado sobre um encosta a borda do mar de onde se pode contemplar parte da cidade, o porto, a estação, o anfiteatro, a praia e A Ponta do Milagre. A Ponta do Milagre é cenário onde se celebra a cada ano, no mês de julho, durante seis noites, o famoso Concurso Internacional de Castelos de Fogos de Artifícios de Tarragona no qual participam importantes empresas pirotécnicas espanholas e estrangeiras.  O Circo romano: Dentro do casco antigo da cidade. A Catedral de Tarragona: é um exponente magnífico de templo religioso cristão iniciado no século XII. Seu estilo arquitectônico está entre o romano e o gótico. O Portal de Santo Antônio: é uma porta da muralha construída em 1737, em pedra e mármore. O Porto de Tarragona: um dos mais importantes da Espanha. La Rambla: típica rua catalã no centro da cidade.

188 Km - 24.abr Castellon (288) beira mar, caminho entre Barcelona e Valencia = com população de 177 924 habitantes(2010), sendo a 4ª cidade mais populosa da Comunidade Valenciana. Além disso, é o núcleo de uma área metropolitana que conta com 309 420 habitantes. (Castelló em valenciano) é o nome de uma província na parte oriental de Espanha, na zona mais setentrional da comunidade autónoma da Comunidade Valenciana. A sua capital é a cidade de Castelló de la Plana. É um território bilíngue, que tem o castelhano e o valenciano como línguas oficiais.

Teruel 120 km de Valencia fora do litoral, não vale a pena ?? !!!

75 KM 24 - 25.abr VALÊNCIA (363) até Barcelona 351 km : População: 814.208 .  PONTOS TURÍSTICOS Catedral de Valência, Miguelete (monumento), Instituto Valenciano De Arte Moderna, Museu de Belas Artes de Valência, M de Pré-história de Valência, M Taurino, Parque de Cabecera, Parque Gulliver, Cidade das Artes e das Ciências, Torres de Serranos, Mercado Central - Mercado de Colón, Jardim Botânico, Instituto Valenciano de Arte Moderna, Museu de Belas Artes São Pio V, Casa de Las Rocas, Museu Paleontológico .


18 KMm - 26.abr
Pobles del Sud (18)

23 Km - 26.abr Sueca (41) : 30 mil habitantes.

39 Km -  26.abr Gandia (80) : município da província de Valência, na Comunidade Valenciana, na Espanha. 77.421 habitantes (2007), É capital da comarca da Safor, situando-se muito perto da costa e junto do rio Serpis.

10 Km - 26.abr Oliva (90) :  30 mil habitantes www.oliva.es

27 Km – 26.abr Dénia (117) : www.balearia.com   município da Espanha na província de Alicante, comunidade autónoma da Comunidade Valenciana, com população de 42.704 habitantes (2004).

11 Km – 26.abr Jávea (128) : (ou Xàbia em valenciano) município da Espanha na província de Alicante, com população de 29.923 habitantes (2007) .

49 Km – 26.abr Benidorm (177) : população de 69.058 habitantes (2007) e densidade populacional de 1793,25 hab./km². A sua principal fonte de riqueza é o turismo. De facto, as suas magníficas praias e a grande capacidade hoteleira tornaram esta cidade num dos mais importantes centros turísticos do Mediterrâneo e mesmo da Europa. De referir que actualmente o maior hotel do mundo se situa na Praia Poniente, o hotel Bali. Benidorm fica situada na chamada Costa Blanca .

46 Km – 26 – 27.abr ALICANTE (223)  População: 334.757.  PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS : Basílica de Santa Maria, Catedral de São Nicolas de Bari, Mercado Central de Alicante, Mosteiro de Santa Faz, Palácio Gravina, Teatro Principal de Alicante, Castelo de Santa Bárbara, Castelo de São Fernando, Museu de Arte Contemporânea, Museu de Belas Artes Gravina, Museu Arqueológico Provincial, Praça dos Touros, Museu Municipal de Cerâmica, Parque Lo Morant


20 Km -
28.abr Santa Póla (20)  : população de 29.221 habitantes

32 Km - 28.abr Torre Vieja (52) :  população de 94.006 habitantes

29 Km - 28.abr San Javier (81)  : População: 

45 Km – 28.abr Murcia (126) : População:  436.870.

50 Km - 28.abr Cartagena (176): população de 211.286.
39 Km - 28.abr Mazarron  (215): população de 36223 habitantes

37 Km - 28.abr Águilas (252) : município da Espanha na província e comunidade autónoma de Múrcia, com população de 30.263 habitantes.

102 Km - 28.abr Carboneras (354) : população de 7.964 habitantes

 73 Km - 29.abr Alméria (73) : população de 188.810 habitantes.

23 Km - 29.abr Roquetas de mar (96) : 90,358 habitantes y era el segundo municipio de la provincia por detrás de la capital, el 14º de Andalucía y el 71º de España en cuanto a población. Ostenta el título de «Villa».

05 Km - 29.abr Las Marinas (101) :

38 Km - 29.abr Albufera de Adra (139) : Desde Adra até Mojácar são muitas a localidades que podemos encontrar, diversas e variadas, rodeados por um ambiente único e privilegiado, um ambiente natural que resistiu à invasão do betão que ocorreu noutros pontos turísticos da geografia espanhola, que, há não muitos anos, contavam com um encanto semelhante.
09 Km -
29.abr Adra, Berja e El Ejido (148) : Adra é uma localidade que está situado na parte Sudoeste da Província de Almeria, fazendo fronteira com a Província de Granada. Historicamente, foi uma localidade que viveu da agricultura e da pesca artesanal, embora, nos últimos anos, o turismo se tenha tornado numa importante fonte de receitas. Esta zona do Poniente almeriense é também conhecida como o Campo de Dalías. Em Dalias, por exemplo, destaca-se o monumento que é a Igreja de Santa María de Ambrox, do século XVI, bem como o Bairro de Celín. Adra possui importantíssimas infra-estruturas hoteleiras, todas elas instaladas em lugares privilegiados, mas respeitando o ambiente. De Adra, destacamos a Reserva Natural de la Albufera de Adra, ponto de destino de aves migratórias, onde nidificam e descansam das suas longas viagens. Depois de Adra, encontramos a localidade de Berja, uma cidade com história, uma vez que foi a antiga Virgi, durante a época romana. De Berja, destacamos os seus canos de água, que vêm directamente da Sierra Nevada, algo que deu muita prosperidade a esta localidade. De Berja saltamos para Ejido, localidade que desenvolveu a sua economia com base em estufas. É surpreendente a paisagem deste lugar, com hectares e hectares de plásticos. Se continuarmos o nosso percurso pela costa, vamos encontrar localidades como Balerma e Balanegra, pequenas povoações que basearam parte da sua economia na pesca artesanal. Não devemos esquecer as Salinas de Guardias Viejas, actualmente um refúgio de aves aquáticas. Ainda nesta zona, devemos destacar praias como as que têm Guardias Viejas, Balerna e Balanegra, praias que nos conduzem até à localidade de Adra, de origem fenícia.
Almerimar, Roquetas e Aguadulce E chegamos a Almerimar, uma urbanização de luxo que cresceu no meio do Deserto de Tabernas, onde o ex-Campeão do Mundo de Golfe, Gary Placer, desenhou um extraordinário campo de golfe, situado no meio do deserto. Este lugar conta com 2500 metros quadrados de jardins, campo de golfe, um porto desportivo, infra-estruturas hoteleiras...e tudo isto situado a poucos minutos de automóvel da Reserva Natural de Punta Entinas-Sabinar, um refúgio para mais de uma centena de aves aquáticas que descansam nesta região, aqui vivem e nidificam. Para além disso, este lugar conta com uma riqueza ambiental muito importante. Para além das aves aquáticas, destacamos a grande comunidade de vertebrados que nela habita. A Praia de Cerillos, dentro da Reserva, e a zona do Farol, são dois lugares dignos de ser visitados. O primeiro é uma praia de nudistas, e no segundo, destacamos a prática da fotografia submarina, que aí é realizada.

De Oeste para Este da costa almeriense chegamos agora a Roquetas de Mar, localidade muito próxima da cidade de Almeria. O percurso entre Almerimar e Roquetas é um percurso através de um oceano de plástico das estufas. Uma vez chegados a Roquetas, estamos perante a localidade com mais oferta hoteleira de Almeria, com quase 50000 lugares, e um dos grandes complexos desportivos do Sul da Europa. Em Roquetas de Mar, pode-se praticar windsurf na Praia Serena, onde, para além do mais, há todo o tipo de serviços ao longo de mais de 2 km de areia fina. Para os amantes do golfe, na Urbanização Roquetas pode encontrar um campo de golfe de 18 buracos.Mas Roquetas também é uma povoação tradicional. Não nos podemos esquecer de visitar a lota de peixe, uma actividade que perdura apesar do passar dos anos. Por outro lado, na Praia de Aguadulce, encontramos também todos os serviços disponíveis, para além de um porto desportivo com mais de 900 pontos de atracação. Se seguirmos o nosso caminho, deixando de lado a cidade de Almeria, que merece um outro capítulo, chegamos a Retamar, uma urbanização que conta nos seus domínios com a Ermida de Torregarcía, desde onde o vigia vigiava a costa almeriense. Desde essa ermida, pode-se visitar a Reserva das Marinas Amoladeras e o seu centro de visitantes.

Las Negras, Mojacar, Vera e Garrucha Uma vez passado o Cabo de Gata e San José, entramos na região de Las Negras, imediatamente após passarmos Rodalquilar. Las Negras é uma pequena localidade pesqueira que, tal como aquilo que se passa no resto da costa almeriense, viveu durante muito tempo da pesca artesanal. Las Negras é uma localidad que conserva estas tradições, e a sua cozinha de marinheiros é das melhores que se podem provar, tal como em Carboneras, mas a Noroeste na província, onde o aguardam 16 km de sol e de praia, restaurantes especializados em peixe e várias infra-estruturas hoteleiras, para que não tenha problemas em encontrar alojamento.
Continuando o nosso caminho, em direcção a Múrcia, chegamos a
Mojácar, pequena povoação com ar muçulmano, lugar de praias e de enseadas, Garrucha, com o seu porto desportivo e o seu porto pesqueiro, e Vera, no Norte, fazendo fronteira com a região de Múrcia, onde o peixe, o marisco e as suas Grutas de Almanzora constituem uma aliciante para os seus vistantes. Mojácar é um município que se divide numa zona do interior e numa zona de praia. Nesta zona de praia, é de referir a explosão turística dos últimos anos. Aqui, podem-se praticar todos os desportos aquáticos imagináveis, pode-se comer um delicioso peixe pode-se ir tomar um copo a locais movimentados da zona. A povoação de Mojácar propriamente dita, pelo contrário, situa-se no alto da Serra Cabrera.
De Vera, pouco se pode dizer que não se saiba já. Se vier visitar esta
cidade, saiba que aqui vai encontrar uma localidade de origem árabe e romana, que conserva parte do seu passado no Museu Arqueológico, que, se gosta de Arqueologia, não deve perder. A sua região costeira, pelo contrário, oferece hotéis, infra-estruturas turísticas e zonas de lazer
.

Ubeda :  100 km pra cima de Granada, ñ litoral.

Granada entre Almeria e Málaga não é litoral: População: 234.325. PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS :  Alhambra (Castelo Vernelho), Rua Reis Católicos, Albaicín, Generalife (jardins de Alhambra), Catedral de Granada, Capela real de Granada, Bairro de Sacromonte, Fonte das Batalhas, Jardins Campo do Príncipe, Jardins do Triunfo, Museu Arqueológico e Etnográfico de Granada, Parque das Ciências, Jardim Botânico da Universidade de Granada,  Museu de Belas Artes de Granada  Principais características do monumento  :O palácio de Alhambra localiza-se numa colina a sudoeste de Granada (Sul da Espanha). Foi construído no século XIII, durante a ocupação árabe na Península Ibérica. Além do palácio fazem parte do complexo histórico algumas fortificação militares dos monarcas islâmicos que governavam a região. Em árabe, a palavra alhambra significa " a vermelha". Existem vários arabescos no palácio relacionados à monarcas árabes. Os artistas e arquitetos que participaram do projeto não são conhecidos. As muralhas e o palácio foram construídos com tijolos de argila (vermelhos). Em 1821, um terremoto causou vários estragos nas construções, porém uma restauração foi feita no período. É um dos pontos turísticos mais visitados da Europa. O Palácio de Alhambra é um Patrimônio da Humanidade (título conferido pela UNESCO). Principais áreas do complexo de Alhambra: Mexuar, Pátio do Quarto Dourado, Pátio da Alberca, Sala da Barca, Sala dos Embaixadores, Torre de Comares, Salão dos Moçárabes, Palácio dos Leões, Fonte dos Leões, Sala dos Abencerragens, Sala dos Reis, Sala das Duas Irmãs, Quarto do Imperador, O Peinador da Rainha, Pátio da grade ou dos ciprestes, Banhos, Palácio de Carlos V, Convento de São Francisco, Torre dos 7 Pavimentos, Torre da Cativa, Torre das Infantas.

09 Km - 29.abr Adra (148) PERNOITAR : 24 626 habitantes

120 Km - 30.abr Almayate Bajo (120) : é uma aldeia na província de Malaga, está localizado a uma altura de metros acima do nível do mar. Habitantes 1.302 personas

17 Km - 30.abr Rincón de la  Victoria (137) : 32.269 habitantes.
09 Km - 30.abr Virgem de las Angustias (146) :

08 Km - 30.abr 01.mai - MÁLAGA (154): População: 568.305. PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS : Centro Histórico de Málaga, Casa Natal de Picasso, Igreja de San Juan, Praça da Constituição, Porto de Málaga, Fontes de Málaga, Igreja dos Mártires, Palácio de La Tnta , Palácio de Miramar,  Casa Palácio de Salinas, Centro de Arte Contemporânea, Centro Cívico, Centro Cultural Provincial, Museu de Málaga, Parque Pré-Histórico de Málaga, Praia de La Malagueta .

32 Km - 02.mai Fuengirola (32) :  61.2429 habitantes.

31 Km - 02.mai - Marbella (63) : com população de 126.422 habitantes, Fazer turismo em Marbella é um prazer para todos e  durante todo o ano não apenas no verão. Maravilhosa cidade por excelência com abundância de espaços verdes e ruas limpas, Marbella recebe o turista com um centro histórico maravilhoso com as suas típicas ruas da aldeia do Mediterrâneo e excelentes praias para umas férias com a família ou amigos. O clima de Marbella e do resto da Costa del Sol é suave e agradável durante a maior parte do ano, com uma temperatura média de 18 ° C, e poucos dias de chuva, destacando o sol num brilhante céu azul na maioria das vezes ... uma cidade para desfrutar de todo o ano, com um grande número de hotéis, apartamentos, hospedarias e casas à tua disposição. Como a cidade sempre teve uma atração especial para os famosos, os reis e príncipes de todo o mundo que continuam optandopor Marbella como um resort de verão, que se reflete no glamour do passado de Puerto Banus, a Milla de Oro e no projeto de futuro do porto Al Thani. Marbella é também a capital espanhola do golfe, campos e clubes que oferecem todo o nível enquadrado numa paisagem natural de grande beleza. Os golfistas encontrarão aqui tudo o que desejam: entretenimento e luxuosas instalações com temperaturas ideais. As suas extensas praias com bares anualmente atraem milhares de turistas que tiram proveito dos serviços superiores, enquanto as marinas são mais apreciadas pelos fãns do desporto náutico.
Por isso, os portos de Marbella também se tornaram autêntica referência turística, com áreas de
lazer que atualmente que têm bares, restaurantes e locais de todo o tipo.A animação nocturna de Marbella não passa despercebida pela variedade de concertos, discotecas, casinos, vida noturna ... que nos mantêm acordados durante toda a noite. E se gostas de ter actividades para fazer, Marbella não irá decepcionar. Desportos não só de aventura, mas também atividades como 4x4 jeep safari, pára-quedismo em conjunto ... é difícil aborrecer-se! Se estás a planear vir a aproveitar Marbella, poder obter aqui toda a informação que precisas para desfrutar de umas férias à carta.Reserva o teu alojamento em Marbella, aprende como chegar até lá, ver os horários de autocarro e compra tua passagem, dados sobre os principais aeroportos, descobrir coisas para fazer e lugares para visitar, encontrar tudo que precisas, consultar o nosso diretóriode serviços, aprender a viajar dentro da cidade através de transportes públicos ... tens tudo aqui, prepara a tua viagem e vem desfrutar de Marbella!

33 Km - 02.mai Estepona (96) : é um município da Espanha na província de Málaga, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 137 km² com população de 60.328 habitantes (2004) e densidade populacional de 365,70 hab/km².

38 Km - 02.mai Sam Roque (134) :  São Roque (em espanhol: San Roque) é uma cidade espanhola da província de Cádis, O município de São Roque tem como lema "Donde residem la de Gibraltar" ("onde as vidas da população de Gibraltar"). As terras da cidade incluem a área da moderna La Línea de la Concepción. São Roque é uma pequena cidade na província de Cádis, Espanha. A região foi habitada desde tempos pré-históricos e tem um número razoável de atrações, mas sem dúvida a chamar-chave para a área é de golfe. Não há menos de dez campos de golfe nas proximidades de San Roque, com o destaque de todos eles serem o San Roque Golf Resort.Este também é onde você vai encontrar algumas das melhores casas de férias na região, eo clima glorioso durante todo o ano. Coisas para fazer em San Roque, Espanha O golfe é a principal atividade em San Roque, eo San Roque Golf Resort está firmemente considerada como a mais alta qualidade e mais exclusivo resort de golfe na Costa del Sol. Situado no sopé da Serra Bermeja, mas a poucos quilómetros do mar, o resort oferece aos visitantes a oportunidade de desfrutar de um dos melhores campos de golfe na Europa, entre paisagens deslumbrantes.Outros campos de golfe nas proximidades de San Roque incluem o Clube de Golfe Valderrama e Alcaidesa Links Golf Courses, e com mais de dez cursos para escolher, os amantes dos fairways será mimado pela escolha. A cidade caiada de São Roque tem um número de locais de interesse, incluindo o Palácio dos Governadores - que abriga a galeria de arte local, e no século 18 Igreja Paroquial de Santa Maria do Coroado. A cidade também tem um bom conjunto de amenidades, incluindo um número de pequenos supermercados, lojas, restaurantes e bares de tapas, com preços geralmente mais baixos que os do turista-mais orientada trechos da Costa del Sol. Os amantes da praia também pode desfrutar de umas férias em San Roque, com trechos em Puente Mayorga e Campamento popular entre os visitantes e moradores. Lugares para visitar no feriado em San Roque, Espanha Alugar uma vivenda em San Roque irá fornecer-lhe a base ideal para explorar o oeste da Costa del Sol. Sotogrande, a apenas 17 km de distância, é a maior estância na área local, e na casa de mais campos de golfe, uma marina exclusiva e uma vida noturna agradável.5 km na direção oposta é Alcaidesa, uma aldeia na atmosfera, que também tem (você adivinhou!) Mais campos de golfe.

12 Km - 02.mai  Gibraltar (146):  Gibraltar, 30 mil habitantes,  é um território britânico ultramarino localizado no extremo sul da Península Ibérica. Corresponde a uma pequena península, com uma estreita fronteira terrestre a norte, é limitado, dos outros lados, pelo Mar Mediterrâneo, Estreito de Gibraltar e Baía de Gibraltar, já no Atlântico. A Espanha mantém a reivindicação sobre o Rochedo, o que é totalmente rejeitado pela população gibraltinaO nome Gibraltar origina-se na expressão árabe jabal al-Tariq (ﺨﺒﻝﻄﺭﻕ) que significa "montanha do Tarique". A montanha, um promontório militarmente estratégico na entrada do mar Mediterrâneo, guarnece o estreito oceânico que separa a África do continente europeu. O nome é uma homenagem ao general muçulmano Tariq ibn Ziyad que no ano de 711 d.C. aí desembarcou, iniciando a conquista do reino visigótico. Antes foi chamado pelos fenícios de Calpe, uma das Colunas de Hércules. Popularmente, Gibraltar é chamada de "Gib" ou "The Rock" (o Rochedo). Uma força anglo-neerlandesa liderada por Sir George Rooke apoderou-se de Gibraltar em 1704. O território foi cedido à Grã-Bretanha pela Espanha no Tratado de Utrecht em 1713, como parte do pagamento da Guerra da Sucessão Espanhola. Nesse tratado, Espanha cedeu à Inglaterra "… a total propriedade da cidade e castelo de Gibraltar, junto com o porto, fortificações e fortes … para sempre, sem qualquer exceção ou impedimento."  Apesar de tudo, o tratado de cessão estipula que nenhum comércio por terra entre Gibraltar e a Espanha deve ocorrer, exceto para provisões em caso de emergência se Gibraltar não conseguir ser abastecida por mar. Uma condição especial nesse tratado é que "nenhuma permissão deve ser dada sob qualquer pretexto, tanto a judeus quanto a mouros, para morarem ou terem residência na dita cidade de Gibraltar". Esta restrição foi rapidamente ignorada, e por muitos anos tanto judeus quanto árabes moraram pacificamente em Gibraltar. Numa cláusula de reversão, se a coroa britânica quiser abandonar Gibraltar, deve oferece-la primeiro à Espanha. Nos tempos de Franco, as fronteiras do "rochedo" estiveram encerradas, dificultando a vida aos seus 30 mil habitantes. A passagem de pessoas e bens voltou a ser possível em 1985. Num referendo de 1967, a população de Gibraltar ignorou a pressão espanhola e votou maciçamente por permanecer uma dependência britânica. Mais recentemente, num segundo referendo que ocorreu em novembro de 2002, 99% dos votantes rejeitaram qualquer proposta de partilha de soberania entre o Reino Unido e a Espanha. No entanto, os gibraltinos têm buscado um status mais avançado e um relacionamento com o Reino Unido que reflita o presente nível de auto-governo. Uma nova constituição para o território foi submetida a aprovação. Em julho de 2009 o ministro dos Negócios Estrangeiros de Madrid, Miguel Ángel Moratinos, fez uma visita histórica a Gibraltar, a primeira vez em 300 anos que um ministro espanhol visitou o "rochedo", não deixando, contudo, de reclamar a soberania de Espanha.

121 Km - 03.mai  Cádiz (121) : 500 mil habitantes, é uma cidade no Sul de Espanha, virada para o Oceano Atlântico. Pertence à Comunidad Autónoma Andaluza, estando situada exactamente a uma Longitude de 06° 17´ W (Greenwich) e a uma Latitude de 36° 32´ N. Possui um clima intermédio, variando entre o mediterrânico e o Atlântico Europeu, com uma média de temperatura anual de 18 °C e 74 dias de chuva. A cidade localiza-se exactamente na baía de nome idêntico, ocupando 592 km² e uma população ligeiramente inferior a meio milhão de habitantes. É também um porto comercial e ponto industrial de grande importância ao longo dos séculos XVIII e XIX. Devido ao seu porto, possui indústrias variadas, como as do fabrico de bebidas alcoólicas, conservas, sapatos, perfumes e tabaco, além do turismo. A zona de Cádis tem uma história rica e que remonta à Pré-História, sendo a primeira referência escrita conhecida da autoria de Estrabão. A urbe actual foi fundada pelos Fenícios e ocupada por Gregos, Cartagineses e Romanos, que lhe chamaram Gades e mais tarde Julia Augusta Caditana. Caiu em poder dos Mouros, foi saqueada pelos Normandos e finalmente conquistada por Afonso X de Castela. Após a descoberta e conquista da América o porto tomou uma enorme importância, já que dava acesso a Sevilha, Córdova e, mais tarde, Madrid. Ocupada pelos franceses entre 1823 e 1828. Cádis tem clima mediterrânico, situa-se numa península. Entre os mais importantes monumentos, encontra-se a catedral velha, edificada no reinado de Afonso X de Castela no século XIII e reconstruída no século XVII, a catedral nova, dos séculos XVIII e XIX, diversas igrejas, como a de Santa Maria, a de Santa Cruz e a de Santiago, a Torre de Tavira, um Museu de Arqueologia, e um Museu de Belas-Artes.

24 Km - 03.mai  El Puerto de Santa Maria (145) :  (em português: O Porto da Santa Maria) é uma cidade na província de Cádis na Andaluzia com perto de 88.503 habitantes. El Puerto de Santa María foi fundada, supõe-se, pelos Tartessos, descoberta por Menestheo, um chefe militar da Atenas, que se asentou e fundou "El Puerto de Menestheo". Praça de touros , Iglesia Mayor, Monastério da Victoria , Fonte das Galeras.

20 Km - 03.mai  Jeres de la Frontera (165) : é um município da Espanha na província de Cádiz, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 1188,14 km² com população de 210.861 habitantes (2011) e densidade populacional de 177,46 hab/km². É a região originária do xerez e também um dos centros de origem do flamenco. Frontera refere-se à sua antiga localização que se situava na fronteira entre as regiões dominadas pelos mouros e pelos cristãos. O “Xerez Club Deportivo” é o principal clube de futebol da cidade. Em Jerez situa-se o Circuito Permante de Jerez, onde se realizam provas internacionais de desportos motorizados.

76 Km - 03.mai Dos Hermanas (375) : é um município da Espanha na província de Sevilha, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 160 km² com população de 125.086 habitantes (2010) e densidade populacional de 779,25 hab/km².

14 Km – 03 - 04.mai Sevilha (389)  : População: 703.206 - PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS : Museu de La Maestranza, Teatro Lope de Veja, Teatro Central, Museu de Belas Artes, Museu Arqueológico, Centro Andaluz de Arte Contemporânea, Museu de Carruagens, Museu Naval, Porto de Sevilha, Torre do Ouro, Praça de Espanha,  Alcazár de Sevilha, Giralda de Sevilha, Catedral de Sevilha, Arquivo das Índias, Bairro de Santa Cruz, Muralhas de Sevilha, Praça dos Touros de Sevilha

39 Km – 05.mai Carmona (39) : é um município da Espanha na província de Sevilha, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 924 km² com população de 27578 habitantes (2007) e densidade populacional de 28,72 hab/km².

53 Km – 05.mai Ecija (92) :  é um município da Espanha na província de Sevilha, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 976 km² com população de 39510 habitantes (2007) e densidade populacional de 39,31 hab/km².

47 Km - 05.mai Córdoba (139) : População: 328.428.  Córdova (em espanhol: Córdoba) é um município da Espanha na província homónima, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 1 255,24 km². Em 2010 a população era de 328 547 habitantes (densidade: 261,7 hab./km²). O povoado que viria a dar origem à cidade de Córdova ganhou importância no ano de 206 a.C., quando foi conquistado pelos romanos. Dessa época subsiste a ponte romana, com 16 arcos, que liga a parte central da cidade ao Campo de La Verdad, no outro lado do Rio Guadalquivir, a qual foi reconstruída pelos mouros. No início do século VIII, quando começou a invasão muçulmana da península Ibérica, Córdova foi sede de um califado e Abd-ar-Rahman III o primeiro califa. Durante o domínio muçulmano foram construídos vários palácios, entre os quais a Cidade-Palácio de Medina Al-Azhara (Madinat al-Zahr), no ano de 936, que foi destruído e saqueado no século XI, mas que foi posteriormente restaurado. Existem também várias mesquitas, destacando-se a que se encontra no quarteirão mouro de Córdova, que tem cerca de 24 000 m², é sustentada por colunas e arcos e possui inscrições em ouro nos seus mosaicos. Foram ainda construídos outros edifícios públicos, no intuito de tornar Córdova uma cidade semelhante a Constantinopla, Damasco, Cairo e Bagdade. A partir do século XI, como consequência da Guerra Civil (1009-1031), o domínio mouro é perdido e ocorre uma série de alterações. No século XIII, em 1236, o maior mosteiro foi convertido numa catedral e foram construídas estruturas defensivas, como a Torre Fortaleza de la Calahorra e o Alcázar de los Reyes Cristianos, que serviu, depois da Reconquista, como edifício do Tribunal da Santa Inquisição[1]. Na cidade, as paredes conservam-se pintadas de branco, as ruas são estreitas e os pátios são coloridos, mantendo-se uma morfologia tipicamente mourisca. Como tal, o centro histórico de Córdova é um dos contemplados pelo estatuto de Património Mundial, atribuído pela UNESCO, tendo sido pela primeira vez inscrito em 1984, e tendo dez anos mais tarde, englobada a extensão da Mesquita-Catedral. A cidade é um centro de comércio, muito ligado a produtos agrícolas, nomeadamente à azeitona e aos citrinos, mas também a produtos industriais, como a cerveja, a maquinaria e os têxteis. Em meados do século IX era a cidade mais povoada do mundo, e uma das primeiras a ter iluminação pública.

 Olivenza ( entre Córdoba e Cáceres, entra em Zorba e faz 76 KM para chegar a Olivenza. De lá a Cáceres vai fazer mais 119 km passando por Badajoz)   - meio fora, divisa com Portugal, antes um pouco de Cáceres. é uma cidade e um município numa zona fronteiriça, cuja demarcação é objecto de litígio entre Portugal e Espanha. Reivindicada de jure por ambos os países, integra actualmente a comunidade autónoma da Estremadura, tendo de área 430,1 km². Em 2012 tinha 12 002 habitantes (densidade: 27,9 hab./km²). Apesar do desentendimento entre Portugal e Espanha sobre a Questão de Olivença, o tema não tem provocado atrito nas relações entre os dois países ibéricos.[2][3] Olivença e os municípios raianos espanhóis de La Codosera, Alburquerque e Badajoz e portugueses de Arronches, Campo Maior, Estremoz, Portalegre e Elvas chegaram a um acordo em 2008 com vista à criação de uma euro-região. O Tratado de Alcanizes, de 1297, estabelecia Olivença como parte de Portugal. Em 1801, através do Tratado de Badajoz, denunciado em 1808 por Portugal, o território foi anexado a Espanha. Em 1817 a Espanha reconheceu a soberania portuguesa subscrevendo o Congresso de Viena de 1815, comprometendo-se à retrocessão do território o mais prontamente possível. Porém, até aos dias de hoje, tal ainda não aconteceu. O município de Olivença tem 430 km², está situado na margem esquerda do rio Guadiana e tem uma forma aproximadamente triangular, com dois dos seus vértices no Guadiana. A cidade de Olivença dista 23 km de Elvas, 24 km de Badajoz, 236 km de Lisboa e 424 km de Madrid. A ligação a Elvas e ao restante território português é feita por uma ponte sobre o Guadiana construída em 2000 ao lado das ruínas da Ponte da Ajuda. O município de Olivença inclui hoje duas vilas e quatro aldeias: S. Francisco e S. Rafael (vilas); e Vila Real, São Domingos de Gusmão, São Bento da Contenda e São Jorge da Lor (aldeias). Nossa Senhora da Assunção da Talega ou Táliga, outra povoação do antigo território de Olivença, é um município separado desde 1850. Pelo contrário, a aldeia de Vila Real, hoje parte de Olivença, era freguesia do concelho de Juromenha, actualmente integrado no concelho do Alandroal. Em 1801 o concelho de Olivença era constituído pelas seguintes freguesias: Santa Maria do Castelo , Santa Maria Madalena São Jorge da Lor, São Domingos de Gusmão , Nossa Senhora da Assunção da Talega ou Táliga, actualmente município. À época da Reconquista cristã da península Ibérica, o território da margem esquerda do rio Guadiana foi dominado quando da conquista definitiva de Badajoz pelas forças de Afonso IX de Leão, na Primavera de 1230. Como compensação pelos serviços prestados nessa conquista, o soberano leonês fez a doação dos domínios de Burguillos e de Alconchel aos cavaleiros da Ordem do Templo, para que os povoassem e defendessem. Em algum momento entre esta doação e o ano de 1256, a Ordem estabeleceu a Comenda de Olivença, à época uma pequena povoação que se afirmava em torno de uma fonte (actual Fuente de La Corna), voltada para a agricultura e a pastorícia. Nesse local, os templários ergueram um castelo e uma igreja, sob a invocação de Santa Maria, organizando a exploração económica da comunidade. Ao mesmo tempo em que a Ordem do Templo e a Ordem de Santiago se expandiam para o Sul, sob o reinado de Fernando III de Leão e Castela, registava-se uma expansão portuguesa na margem esquerda do rio Guadiana, de tal modo que sob o reinado de Afonso X de Leão e Castela foram por aquele soberano tomadas duas medidas: a Convenção de Badajoz (1267), que afirmou o curso dos rios Caia e Guadiana como raia entre os domínios de Castela e de Portugal; e a remoção da Ordem do Templo dos domínios raianos de Olivença, com a integração dos mesmos ao concelho e bispado de Badajoz. Sob o reinado de D. Dinis (1279-1325), entretanto, o equilíbrio de forças assim obtido alterou-se a favor de Portugal: em Castela, o falecimento prematuro de Sancho IV de Castela (1284-1295), a regência de D. Maria de Molina e a menoridade de Fernando IV de Castela, acarretaram grave crise política que conduziu à sublevação da nobreza no reino. Como agravante deste quadro de guerra civil, os muçulmanos aproveitaram para intentar uma contra-ofensiva. O soberano português, aproveitando-se desta conjuntura, através de uma combinação de pressão militar e diplomática, agiu para recuperar os domínios portugueses perdidos na margem esquerda do rio Guadiana: Mértola, Noudar e Mourão, com a assinatura da Convenção de Ciudad Rodrigo em 1295. À época da Reconquista cristã da península Ibérica, o território da margem esquerda do rio Guadiana foi dominado quando da conquista definitiva de Badajoz pelas forças de Afonso IX de Leão, na Primavera de 1230. Como compensação pelos serviços prestados nessa conquista, o soberano leonês fez a doação dos domínios de Burguillos e de Alconchel aos cavaleiros da Ordem do Templo, para que os povoassem e defendessem. Em algum momento entre esta doação e o ano de 1256, a Ordem estabeleceu a Comenda de Olivença, à época uma pequena povoação que se afirmava em torno de uma fonte (actual Fuente de La Corna), voltada para a agricultura e a pastorícia. Nesse local, os templários ergueram um castelo e uma igreja, sob a invocação de Santa Maria, organizando a exploração económica da comunidade. Ao mesmo tempo em que a Ordem do Templo e a Ordem de Santiago se expandiam para o Sul, sob o reinado de Fernando III de Leão e Castela, registava-se uma expansão portuguesa na margem esquerda do rio Guadiana, de tal modo que sob o reinado de Afonso X de Leão e Castela foram por aquele soberano tomadas duas medidas: a Convenção de Badajoz (1267), que afirmou o curso dos rios Caia e Guadiana como raia entre os domínios de Castela e de Portugal; e a remoção da Ordem do Templo dos domínios raianos de Olivença, com a integração dos mesmos ao concelho e bispado de Badajoz. Sob o reinado de D. Dinis (1279-1325), entretanto, o equilíbrio de forças assim obtido alterou-se a favor de Portugal: em Castela, o falecimento prematuro de Sancho IV de Castela (1284-1295), a regência de D. Maria de Molina e a menoridade de Fernando IV de Castela, acarretaram grave crise política que conduziu à sublevação da nobreza no reino. Como agravante deste quadro de guerra civil, os muçulmanos aproveitaram para intentar uma contra-ofensiva. O soberano português, aproveitando-se desta conjuntura, através de uma combinação de pressão militar e diplomática, agiu para recuperar os domínios portugueses perdidos na margem esquerda do rio Guadiana: Mértola, Noudar e Mourão, com a assinatura da Convenção de Ciudad Rodrigo em 1295. À época da Reconquista cristã da península Ibérica, o território da margem esquerda do rio Guadiana foi dominado quando da conquista definitiva de Badajoz pelas forças de Afonso IX de Leão, na Primavera de 1230. Como compensação pelos serviços prestados nessa conquista, o soberano leonês fez a doação dos domínios de Burguillos e de Alconchel aos cavaleiros da Ordem do Templo, para que os povoassem e defendessem. Em algum momento entre esta doação e o ano de 1256, a Ordem estabeleceu a Comenda de Olivença, à época uma pequena povoação que se afirmava em torno de uma fonte (actual Fuente de La Corna), voltada para a agricultura e a pastorícia. Nesse local, os templários ergueram um castelo e uma igreja, sob a invocação de Santa Maria, organizando a exploração económica da comunidade. Ao mesmo tempo em que a Ordem do Templo e a Ordem de Santiago se expandiam para o Sul, sob o reinado de Fernando III de Leão e Castela, registava-se uma expansão portuguesa na margem esquerda do rio Guadiana, de tal modo que sob o reinado de Afonso X de Leão e Castela foram por aquele soberano tomadas duas medidas: a Convenção de Badajoz (1267), que afirmou o curso dos rios Caia e Guadiana como raia entre os domínios de Castela e de Portugal; e a remoção da Ordem do Templo dos domínios raianos de Olivença, com a integração dos mesmos ao concelho e bispado de Badajoz. Sob o reinado de D. Dinis (1279-1325), entretanto, o equilíbrio de forças assim obtido alterou-se a favor de Portugal: em Castela, o falecimento prematuro de Sancho IV de Castela (1284-1295), a regência de D. Maria de Molina e a menoridade de Fernando IV de Castela, acarretaram grave crise política que conduziu à sublevação da nobreza no reino. Como agravante deste quadro de guerra civil, os muçulmanos aproveitaram para intentar uma contra-ofensiva. O soberano português, aproveitando-se desta conjuntura, através de uma combinação de pressão militar e diplomática, agiu para recuperar os domínios portugueses perdidos na margem esquerda do rio Guadiana: Mértola, Noudar e Mourão, com a assinatura da Convenção de Ciudad Rodrigo em 1295.

312 Km - 06.mai Cáceres (312) : é um município de Espanha na província de Cáceres, comunidade autónoma da Estremadura, de área 1 768 km². Em 2012 tinha 95 668 habitantes (densidade: 54,1 hab./km²). A cidade está ligada à rede ferroviária portuguesa através do Ramal de Cáceres. A cidade de Cáceres foi considerada o terceiro Conjunto Monumental Europeu em 1968 e Património da Humanidade pela UNESCO em 1986. Entre outros monumentos podemos destacar: Monumentos religiosos, Concatedral de Santa Maria, Igreja São Mateus, Igreja de Santiago , Igreja de São João . Palácios, Palácio de Moctezuma, Palácio dos Golfines de Arriba, Palácio dos Golfines de Abajo, Casa del Sol, Palácio do Carvajal . Museus, Museu Provincial de Cáceres, Casa-Museu Guayasamín , Casa Pedrilla , Museu Vostell Malpartida ,Museu Árabe Yusuf Al Burch . Elementos de fortificação, Arco de la Estrella y del Cristo, Torres de Sande, Torre de Bujaco, Torre das Cegonhas .

136 Km – de Cáceres - Guadalupe : 100 km +ou- a direita de Cáceres : Em 2012 tinha 1 999 habitantes (densidade: 29,3 hab./km²),  é um município da Espanha na província de Cáceres, comunidade autónoma da Estremadura, de área 68,2 km².

262 Km – se passar por Guadalupe 318 KM - 06.mai  Toledo: O que ver em Toledo (574): comece pela catedral a catedral mais linda, maravilhosa (e isso é pouco) que visitei. É a minha número 1 de catedrais. Fica na Plaza del Ayuntamiento, sua construção começou em 1226 e só terminou 250 anos depois. O que chamou mesmo minha atenção está atrás do altar: a Transparente (1732). Foi desenhada por Narciso Tomé para permitir que a luz entre pelo teto e ilumine o tubernáculo (tenda, cabana). As escultaras que estão abaixo estão olhando para você no alto da cúpula! Fortaleza de Alcázar (Cuesta Carlos V, Arco em ferradura da Plaza de Zocodover para chegar ao prédio renascentista mais lindo de Toledo o Hospital y Museo de Santa Cruz (1524), antigo orfanato. Monasterio de San Juan de los Reyes, franciscano, obra de Juan Guas, portal norte de Covarrubias (1488-1570). Sinagoga del Transito contruida entre 1336-1357, fechou as portas em 1494 quando os judeus foram expulsos da Espanha. Já foi hospital, igreja e hoje abriga o Museu Sefardi (Museu Sefardita).  Sinagoga de Santa María la Blanca (Calle de los Reyes Católicos, 4). O interior é branco e restaurado, as cinco naves são divididas por arcos em ferradura. Em 1405 a Sinagoga tornou-se igreja e recebeu o nome que tem hoje. Os três altares foram decorados por Covarrubias. Casa de El Greco (Calle Samuel Levi, fecha domingo a tarde e segunda). O artista nunca morou nesta casa, a atmosfera reflete sua vida. Igreja de Santo Tomé (Plaza del Conde) - abriga a obra prima de El Greco, o Enterro do Conde de Orgaz (1586). Museo de Escultura Victorio Macho (Plaza de Victorio Macho, fecha domingo a tarde), tem vistas para o Rio Tejo, aqui você encontra estudos, desenhos e esculturas de Victorio Macho (1887-1966). San Roman , Santo Domingo el Antiguo (fecha domingo pela manhã) , Mezquita del Cristo de la luz.

Dia 08.mai. Toledo a Madri – 75 Km

Zaragoza  População: 674.317.  PONTOS TURÍSTICOS E CULTURAIS : Centro de História, Museu Pablo Gargallo, Museu Pilarista, Museu de Zaragoza, Museu Pablo Serrano, Museu Paleontológico, Museu do teatro romano, Parque Metropolitano da Água, Praça de Santa Marta, Praça de São Pedro Nolasco, Parque El Rincón de Goya, Praça Imperial, Porto Venecia, Gran Casa, Basílica de Nossa Senhora do Pilar, Palácio de La Aljafería, Ponte do Terceiro Milênio, Praça de São Felipe .

5 Horas de Navio - IBIZA : População: 132.637 (2010): Ibiza ou Eivissa é uma ilha do arquipélago e comunidade autônoma das Ilhas Baleares. Fica localizada a leste da Espanha e sua maior cidade tem o mesmo nome da ilha. A ilha é muito famosa mundialmente por suas festas e boates, que atraem muitos turistas. Entre os clubes mais famosos incluem Space, Pacha, Privilege Ibiza, Amnesia, DC10, El Divino, Café del Mar ou Es Paradis. A zona do porto de Ibiza também atrai muitos turistas por sua vida noturna. Seus festivais de música eletrônica lançam tendências neste estilo. Os festivais acontecem entre os meses maio e setembro. Tem vida norturna agitada e recebe grande número de turistas todos os anos em busca de diversão. Sua capital é a cidade de Ibiza (Eivissa em catalão) e cidades mais importantes, além da capital, é Sant Antoni de Portmany,Santa Eulària des Riu e a maior cidade,Sant Josep de sa Talaia. As ilhas de Ibiza e Formentera são conhecidas como Ilhas Pitiusas, um arquipélago diferente do que compõem Maiorca e Minorca, embora hoje em dia fala-se de todas elas como "Ilhas Baleares" e formem parte de uma mesma unidade administrativa. Cobrindo uma área de 570 km ² e possui um único rio, Santa Eulària des Riu, único rio das Baleares , que por muitos anos permanece seco em razão da sobre-exploração dos recursos hídricos da ilha. Desde o final dos anos 60 e início dos 70, a ilha de Ibiza desfruta de uma expansão do turismo que tem permitido um desenvolvimento econômico superior ao previsto por seus recursos tradicionais (pesca e agricultura). É hoje ponto de referência para os jovens de todo o mundo pela sua animada vida noturna. A ilha também oferece muitas enseadas e praias para quem procura tranqüilidade. Eles vendem produtos artesanais como flaón, o "orelletes" ou licor de ervas "Ibiza". A indústria têxtil é famosa moda de improviso. Há uma abundância de mercados como o de Es Cana e Las Dalias. Ibiza é considerada um destino turístico popular, sobretudo por sua agitada vida noturna, concentrando-se em duas áreas, em primeiro lugar na cidade de Ibiza e em segundo plano Sant Antoni de Portmany. Existem muitos clubes e discotecas conhecidos, tais como o Privilege, Eden, Es Paradis, Amnesia, Space, Pacha, Underground, Noite de Gala e DC10. Durante o verão, muitos dos melhores produtores de música e DJs vão trabalhar em Ibiza. Geralmente, nos clubes, um dos dias da semana é totalmente dedicada a cada um deles. Por exemplo, em 2009, Carl Cox tocava Carl Cox & Friends às terças no Space, Pete Tong tocava no Eden toda sexta-feira, e Wonderland ou Tiësto toda segunda-feira no Privilege Ibiza. Muitos desses DJs utilizam Ibiza como plataforma para a apresentação de novas canções e temas da música house, trance e techno. A temporada de festivais tradicionalmente começa em junho com a festa de abertura do Space e DC10, e termina em outubro, com as festividades de encerramento. O horário típico para os turistas clubbers se inicia ao meio-dia, algum evento no período da tarde, vão a discotecas e clubes à noite e, finalmente, vai-se a um clube para ver o nascer do sol. O Conselho da Ilha de Ibiza está a tentar promover um tipo de turismo mais calmo e familiar, incluindo as leis que exigem que os clubes fechem às 06:00 e exigindo que todos os novos hotéis sejam de 5 estrelas. O governo está querendo atrair uma mistura mais internacional de turistas. Ibiza possui uma ótima interação entre seus ambientes marinho e costeiro, possuindo várias espécies endêmicas. Também possui muitos sítios arqueológicos preservados desde a época Fenícia-Cartaginesa até exemplos de arquitetura da Renascença.[1] Por estes motivos foi listada como Patrimônio Mundial da UNESCO em 1999.

 

O Castelo de Bellver é uma das construções mais emblemáticas em Palma de Maiorca. Se pode avistar várias partes da cidade, pois ele está situado em uma colina e rodeado por uma floresta que recebe o seu nome. A partir do Castelo tem excelente vista sobre a baía de Palma.

Este monumento histórico foi construído por ordem do rei de Maiorca Jaime II, no século XIV. Esta fortaleza foi palco de grandes batalhas durante a ocupação do reino de Maiorca por Pedro o Cerimonioso em 1343 e durante as Germanias no ano 1521. Mais tarde, usada como prisão política e militar.

No térreo, há o Museu de História da Cidade, onde se mostra a evolução da história da Palma de Maiorca. Nas salas do primeiro andar apresenta a coleção de estátuas do Cardeal Despuig.
 
 

 

 

 

 

 

 

 

 
  imóveis em Itajaí - sc www.clicrpm..com.br imóveis em balneário camboriú www.clicrpm..com.br imóveis penha sc 47-9983-7264 - Contato: rpm@clicrpm.com.br locação de imóveis www.clicrpm.com.br  galpões industrial www.clicrpm.com.br vendo posto gasolina   _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   imóveis em Itajaí - sc www.clicrpm..com.br imóveis em balneário camboriú www.clicrpm..com.br imóveis penha sc 47-9983-7264 - Contato: rpm@clicrpm.com.br locação de imóveis www.clicrpm.com.br  galpões industrial www.clicrpm.com.br vendo posto gasolina   _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

 

BARCOS

 

Lobster 35

 

Carbrasmar 39.5

 

Classic 345

 

Sterling Atlantic

 

Trawler 28 Pés

 

DM 34 Pés

 

 

CARBRASMAR 32  

Semi-Deslocante

 

Super conservada

 

Veleiro

 

Trawler - 43 Pés

 

Barco deslocamento

 

Nova

 

 

     

     

 

 

VENDA Ref.:UOZ,ZZZ,ZZ R$
47- 9983-7264 - Ótimo estado de conservação
  VENDA Ref.:TZZ.ZZZ,ZZ US$
47- 9983-7264 - Itajaí - SC Produzido por encomenda prazo de entrega 12 meses
  VENDA Ref.:QCZ.ZZZ,ZZ R$ - NNOONQN8 - G34v1n3
47- 9983-7264 - Aceita permuta c/ uma Azimut 40
  VENDA Ref.: TUZ.ZZZ,ZZ R$
47- 9983-7264- Facilita em 10 PAGAMENTOS SEM JUROS
  VENDA Ref.:CZZ.ZZZ,ZZ US$ 
47- 9983-7264 - Itajaí - SC Produzido por encomenda prazo de entrega 12 meses
  VENDA Ref.:UDZ.ZZZ,ZZ
47- 9983-7264 - Itajaí - SC
 

VENDA Ref.:TSZ.ZZZ,ZZ
Prazo de entrega 90 dias.
Motorização 2 Volvo Penta 4.3 - 225 HP

 
 

 

  imóveis em Itajaí - sc www.clicrpm..com.br imóveis em balneário camboriú www.clicrpm..com.br imóveis penha sc 47-9983-7264 - Contato: rpm@clicrpm.com.br locação de imóveis www.clicrpm.com.br  galpões industrial www.clicrpm.com.br vendo posto gasolina   _________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Veículos

 

Aptos

 

Siena Fire 1.0 - 2008

 

Empresas

 

V W 7.90 - 1989

 

IMÓVEIS

 

Caminhões

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CONTATOS c/ a RPM CONSULTORIA : Av. Marcos Konder, 1313 - Liberty Comercial - SOBRE LOJA 09 - 88.301.904 - Itajaí - SC - Fones (47) - 9983-7264 - 9905-1190 - rpm@clicrpm.com.br

       

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ITAJAÍ GANHA PRÊMIO DE MELHOR PARADA SUSTENTÁVEL DA VOLVO OCEAN RACE
A organização da Volvo Ocean Race e a Volvo Internacional concederam a Itajaí o prêmio “Certificado Volvo de Conscientização Ambiental 2011/2012″, em reconhecimento aos projetos de sustentabilidade desenvolvidos na parada brasileira, que ocorreu no litoral catarinense de 4 a 22 de abril. O prêmio é um dos mais cobiçados entre as cidades-sede da regata de volta ao mundo. A avaliação criteriosa foi feita por uma comissão de alto nível técnico, que acompanhou todas as ações de realizadas durante o evento. Entre os destaques estão o projeto de reciclagem de lixo desenvolvido dentro da Vila da Regata, as ações de educação ambiental, a limpeza do Rio Itajaí Açu e das praias da região e, principalmente, o engajamento da sociedade no projeto Itajaí Sustentável. “Esse prêmio é o reconhecimento ao trabalho de toda uma comunidade que acreditou no projeto Stopover Itajaí e não mediu esforços para que ele se concretizasse, dentro da nossa realidade, mas com o máximo de empenho e dedicação. Nossa cidade mostrou que pode e sabe fazer”, comemora o Comitê Organizador. Para o prefeito, a premiação coroa com êxito o que foi este evento para Itajaí e região. “Sermos destacados no tema sustentabilidade melhora ainda mais a imagem de Itajaí e de Santa Catarina no resto do mundo, que está de olho na premiação final da Volvo Ocean Race. Destaco mais uma vez que só obtivemos este sucesso todo graças ao envolvimento que conseguimos da sociedade itajaiense como um todo e é com ela que devemos dividir esta honraria”. O prêmio será entregue em solenidade realizada no dia 05 de julho, durante a realização da última parada da Volvo Ocean Race, na cidade irlandesa de Galway. O anúncio foi feito pelo CEO da Volvo Ocean Race, Knut Frostad, que repassou a notícia ao Comitê Central Organizador da Etapa Itajaí (CCO/Itajaí).
CLIC RPM Acesse o site da STOP OVER ITAJAÍ

 

Entrada do Canal Beerço de Atracação Câmara Móvel Porto de Itajaí Berço de atracação Bacia de evolução

       

FORT ANDAIMES - Venda e Locação

(47) 3349-0200 . Rua Benjamim Frankilin Pereira, nr. 555. Itajaí - SC.
hugofarias@fortandaimes.com.br

 Restaurante Bokerão Dupera. Av. Beira Rio, 1230. Itajaí - SC - 47-3344-0583 bokerao@terra.com.br Localiza Av. Joca Brandão, 313. Itajaí - SC - Fone 47-3346-5160 Santo Burger . R. Indaial, 1915 - Itajaí - SC - B. São João. Fone 47-3342-5050 sb_luciano@hotmail.com 

Andaimes tubulares, fachadeiro, Balancin Duplo e Ultraleve. Elevadores de Obra e Industrial. Escoramento Metálico.

Premel Materiais Elétricos Ltda. Rua Heitor Liberato, 1.328 - Itajaí - SC - Orçamentos aldopremel@hotmail.com

Itajaí ... aporte aqui ... Fotos da cidade de Itajaí, click na imagem para ampliar.

RPM REGISTRO DE MARCAS
A MARCA se constitui em importante ativo de sua empresa. Registrar o seu nome empresarial; marca do estabelecimento; ou, de produtos, é proteger seu patrimônio fazendo valer seu investimento empresarial. Fale com a gente. REGISTRAMOS SUA MARCA ou produto junto ao INPI com a melhor relação de custo benefício. Entre em contato com a gente e faça uma
BUSCA GRATUITA

Edifício Liberty - Sobre Loja 09. Av. Marcos Konder, 1313. Itajaí - SC - Fones (47) 9983-7264 - 9905-1190
rpm@clicrpm.com.br

Restaurante Sako Xeio
www.sakoxeio.com.br
Av. Ministro Victor Konder, 444. BEIRA SACO - Itajaí -
Santa Catarina - Brasil - 
Fones (47) 3344-5903

ESPECIALIDADE: Frutos do Mar.  Aberto  somente  a  noite de terça a sábado das 18,00 às 24,00 hrs, aos DOMINGOS  aberto para o almoço.

Este site, domínio posto7, bem como seus sub-domínios, tem caráter meramente cultural e informativo, as publicidades aqui  anunciadas são de ordem cooperativo sem fins lucrativos. As fontes de pesquisas, livros e páginas da Internet, fotos da internet, quando conhecidas, atribuímos os créditos, do contrário, ficamos ao inteiro dispor de algum autor ou proprietário ao direito de imagem ou texto para nos informar do crédito, no que será prontamente atendido, doutra forma se não desejar que continue usando, favor solicitar  a retirada, no que será prontamente atendido. Sob consulta, permitimos a publicação de matérias e imagens publicadas em  nosso domínio. .